Saudade é o corpo ardente que sente calafrios por quem não veio, e que permanece vazio ao mesmo tempo em que cheio...

Paulo Cesar Coelho

A mulher é a poesia que todo poeta sonha fazer.

Textos


                                                          FÚRIAS DE UMA SAUDADE



De cabaça na mão, sol nos cabelos
Puxando da água fresca e profunda
Flores de um sonho todas úmidas

Segue o poema com seus cavalos
Altas muralhas das serras
Todas marchadas em selas
Não era Selma nem era Vera 
Se não, a fúria de uma saudade.

De cabaça na mão, sol nos cabelos
Puxando lágrimas do peito fecundo
Cavalga num sonho úmido, o poeta
Flores em punho invés de espada
Cortam as muralhas, segue o poema...





Texto agraciado com  (Menção Honrosa) no concurso Brasil - Portugal de Poesia do CLUBE BRASILEIRO DA LÍNGUA PORTUGUESA - BH, em comemoração aos 102 anos de Manoel Antônio de Carvalho, patrono do MAC - Casa de Arte e Cultura Manoel Antônio de Carvalho em Belo Horizonte – Minas Gerais.


MENÇÃO HONROSA:POEMAS:  
                                      

1º Lugar: FÚRIAS DE UMA SAUDADE _ Paulo César Coelho (RJ)

2º Lugar: VAZIOS _ Hildebrando Souza Menezes Filho (SC)

3º Lugar: ÉS A ENERGIA _  Belkiss Diniz Ribeiro da Glória (MG)

4º Lugar:  FLOR CADENTE _ Paulo Silas Rodrigues Sena (CE)


 





 
paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 08/12/2010
Alterado em 25/04/2018
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Todos os textos estão protegidos por Lei. Caso precise usá-los, para fins didáticos educativos, por favor, faça contato: paulopoetacoelho@bol.com.br Sites: www.pcoelho.prosaeverso.net www.luso-poemas.net/modules/news/index.php?uid=1012